Subversa

A Reconciliação | Fernando Maroja (Belém, PA)


Senhor no fim do horizonte,
a distância rebaixa os homens
e constrói o muro contra a voz.

Nada vejo de humano em teu rosto,
se a poeira que a distância levantou
parece o assalto de vespas
e a venda nos olhos.

Homens crescem no vagar
dos extremos para o meio da ponte,
seio que alimentará os herdeiros
no reino de Ítaca.

Senhor, o meio da ponte revelará
a semelhança no rosto do outro,
o meu espelho no teu.


FERNANDO MAROJA SILVEIRA | estreou nas letras com o livro “Cinzas” (Editora Paka-Tatu) e depois publicou o livro “O escravo do vazio” (Editora Penalux), assim como publicou poemas nas revistas Subversa, Zunai e Caliban.

 

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367