Subversa

Editorial Vol. 8 | n.º 10 | junho de 2018

“Há cem anos considera-se que a loucura (literária) consiste nisso: “Eu é um outro”: a loucura é uma experiência de despersonalização. Para mim, sujeito apaixonado, é exatamente o contrário: o que me deixa louco é tornar-me um sujeito, não poder me impedir de sê-lo. “Eu não sou um outro”: é o que constato assustado”

Roland Barthes, Fragmentos de um Discurso Amoroso.

Chegamos ao fim de mais um volume de publicações da Subversa, essa revista movida por um estado de apaixonamento permanente, que começa em Portugal e se estende pela solidez dos dias transatlânticos. Assim como nas histórias de amor mais dolorosas, com suas cartas ridículas – pois não seriam cartas de amor se não fossem ridículas – os poetas que participam aqui conosco endereçam não só suas produções literárias, mas a parte de si que está entregue ao outro que aqui o lê.

Escrever é se aproximar muito do outro para chegar mais perto de si, numa dupla jornada. Amar e escrever tem isso em comum: a projeção de um ideal amável, no qual pode se transcender ao máximo e abrir o caminho dos extremos: um maior contorno do eu, ou a perda irrecuperável da lucidez de si. Na direção do amor e da literatura, não há garantia nenhuma a não ser a da entrega. O ser amado e o texto literário são objetos estéticos dos quais não se pode fugir ou passar indiferente. Ou ame ou deixe. Não existe meio termo que proteja o ser de deixar-se ir.

As consequências, vê-se depois; talvez material da loucura, talvez material de criação. Da miséria de amar, a literatura já salvou muita gente; continuamos falando uns com os outros em prosa e verso para mostrar que esse impossível é possível. Da miséria de fazer literatura, o amor é padroeiro e tributário maior. Estão aqui dez autores para dizer isso, e fica aqui o nosso até logo, até o próximo volume (o nove), porque sem a Subversa já nem saberíamos dizer quem somos.

Obrigada a todos por nos ler.

As editoras.


Clique nos textos para ler:

A prova | Adriana Vieira 

Lagosta | Chris Igreja

Uma noite não banal | Eduardo Marangoni Canesin

Bárbara | Fernando Alves Medeiros

A última vez que te vi arranquei-te dos olhos | James J. D. Duško

O Dia do Búfalo | Matheus Hotz 

Do que não se que quebra no amor | Priscila Topdjian 

Libélula | Ramon Carlos 

Lar, doce lar | Valdir Cesar Conejo Júnior

(sem título) | Vanessa Regina

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367