Subversa

Instruções para poemas Facebook | Felipe G. A. Moreira


1º estrofe: autoelogio disfarçado de autodepreciação.

Exemplo:

não somos vampiros
isso é o pior
nos sentimos insuportavelmente velhos

2º estrofe: informação burguesa / autobiográfica

Exemplo:

nenhum sangue,
mas resquícios de chocolate kopenhagen
entre os dentes

3º estrofe: insight do cotidiano / autobiográfico.

Exemplo:

hoje 5 da tarde ipanema praia
branco
dir-se-ia o céu quer concretizar o ideal nazista
de brancura do branco só
para me entediar

4º estrofe: piadinha sem graça / pseudo-erudita / autoelogio disfarçado
de autodepreciação.

Exemplo:

guess what?
il a réussi

5º estrofe: referência erudita / autoelogio disfarçado de autodepreciação.

Exemplo:

Rimbaud não sentiria isso agora

6º estrofe: referência pop / mais ou menos obscura

Exemplo:

Fraçoise Hardy não canta
— « Le temps de l´amour » —
para mim

7º estrofe: precisa mostrar uma delicadeza

Exemplo:
abro a boca para fazer ventar
muito frio


Felipe G. A. Moreira

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367