Subversa

Mãe | Eduardo Marangoni Canesin (Guarulhos, SP)


Ventava naquela tarde,

e o balanço rangia.

Magali segurava

o choro, assim

como a xícara de

chá e o bolinho de chuva.

 

O parquinho estava vazio,

as crianças se foram

– há já muito tempo

não eram crianças.

 

Magali ficou, e olhava

o parquinho, com olhos

marejados, entre um

gole e outro de chá.

 

O parquinho estava

vazio, e o balanço

rangia. Só o vento

brincava e se divertia.


EDUARDO MARANGONI CANESIN | sociólogo e escritor osasquense. Escreve um pouco de tudo – desde que isso o faça feliz. Escreve por prazer, nunca obrigação. Atualmente vive em Guarulhos e é autor do Blogonauta do Pacífico Ocidental <blogonautablog.wordpress.com>, blog de crítica fílmica e literária | eduardocanesin@yahoo.com.br

Sobre o Autor

1 Comentário

  1. Felipe 17 de março de 2018 em 13:50

    Que lindo! Que imagens delicadas! Excelente representação da nostalgia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367