Subversa

No beijo o que há de elástico | Matheus Guménin Barreto (Cuiabá, MT)


no beijo

o que há de elástico o que há de contrito

de adivinhado

o que há de inaudito talvez ou

quase ou sempre

entre o dizer de bocas mudas?

talvez tremeluza nos céus seus

mornos

a estrela da manhã

branda e inconstante

e nela se solucione um homem

como uma noite se soluciona em dia.


MATHEUS GUMÉNIN BARRETO (1992) | nasceu em Cuiabá, Brasil. É mestrando da Universidade de São Paulo (USP) na área de Língua e Literatura Alemãs e traduz Ingeborg Bachmann e Bertolt Brecht. Publicou em agosto de 2017 seu livro de poemas A máquina de carregar nadas pela Editora 7Letras. | matheusgumenin@hotmail.com

Sobre o Autor

1 Comentário

  1. Walter muller 1 de dezembro de 2017 em 17:36

    Surpreendente densidade e maturidade neste jovem de vinte e poucos anos.Atentem ao miúdo que está a ficar dos grandes!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367