Subversa

Pássaro Ferido | Fernando Alves Medeiros (São Paulo, SP)


Meu país é pássaro que voa
na densa tempestade;
que sobrevoa o dilúvio
sozinho,
trazendo no bico uma folha nova de oliveira.

Ele está ferido e,
perseguido pelas aves de rapina,
corre de seu próprio crime
na noite paralisada.

Já não sente mais o bater das próprias asas
e, como pluma,
é levado pela força implacável dos ventos.

Seu cansaço é grande,
é imenso como um Brasil.
Ele rasga a massa ondulante das águas
com todas as suas forças,
mas é incapaz de sair do lugar.

Apenas flutua,
vacilante, caótico, irregular,
feito meu coração suspenso no abismo.

E não há mais a alegre revoada
anunciando a doçura do amanhecer
e sua leve claridade.
Só o rufar dos tambores
e os relâmpagos fotográficos,
burocráticos,
aguardando a queda.


FERNANDO ALVES MEDEIROS | engenheiro eletrônico, metroviário e escritor. Teve o ensaio Na Janela, O Horizonte publicado na revista Grafias (dezembro de 2017). Publicou Kitsch (2015, poesia, autopublicado). | blog pessoal: http://cafeseblablablas.blogspot.com.br/

 

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367