Subversa

Prefácil | Giovane Adriano dos Santos (Oliveira, MG)


‘Pois é inegável’,

preambulava ao tambor

de correções.

ora-pro-nóbis saltavam

dos alicerces,

seus espinhos

pouco podiam

contra a dureza das rochas.

Nega, vos imploro,

que palavras são inventadas.

O que sinto pede grito,

dispensa a Camões

(por genuflexório tom?),

pede o que o povo dizem.

Tenho trinta anos

e há quinze cardo dizeres

escovando estilo inacabado.

Me lê, Anita! Me lê.


GIOVANE ADRIANO DOS SANTOS | conheceu através de livros, ainda na infância, outros lugares diferentes de onde vivia, Morro do Ferro – MG. Cantou a “Saudade sem métrica”, foi ouvido e premiado pela Academia Madureirense de Letras, em 2014. Endereça textos à Subversa e à gaveta da cômoda de seu quarto. Estuda Direito na UFLA. | giovanesantos02@gmail.com

 

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367