Subversa

Sobre noites e cidades | Gabriel Gonzales (Rio de Janeiro, RJ)


gosto da noite da cidade

das praças vazias

de deitar ao pé de tiradentes

e tentar avistar estrelas

que só sei que lá estão

porque vim do campo

gosto da noite da cidade

e sua chuva de

violência em sonos de

pedra dura

são nas noites da cidade

enquanto as luzes

adormecem

que o escárnio mostra os dentes

que choros e barrigas emudecem.

é na noite da cidade onde ruelas e becos se transformam em palcos de

poetas e putas

que se escondem da armada perseguindo a

própria vida.

gosto de caminhar sob a noite da cidade

vejo corpos acalentarem esquinas e bermas que tremem

vejo fodas mortas

vejo restos             de vida

nos quartos insones

se suben los muertos

fecho os olhos

tenho noite e cidade                                                      dentro de mim.


GABRIEL GONZALES | mineiro, mas já foi João e avião. Gosta hoje de molhar biscoitos em sonhos e escrever apenas sobre o que existe. Que tralha, Gabriel! | gmattosg@gmail.com

 

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367