Subversa

As linhas que te tecem | Pedro Belo Clara [Um Lírio sobre os Olhos]


Foto do acervo da revista


As finas linhas do teu rosto
– como nelas atraquei
os olhos cegos de luz?

As ténues linhas do teu dorso
– praia desnuda onde os dedos
sedentos desembarcam.

As rasas linhas do teu flanco
– porque negam a esta mão
a terrível ânsia de se afogar?

Não pediria salvação
de sucumbir nas orlas de ti,
se só orlas pudesse alcançar.
Bastaria um gesto de esgar
trespassando o feitiço
destas linhas que te tecem.

Oh, iluminada imagem
fincada no areal derradeiro…
Mas de nenhum naufrágio
sou marinheiro enlouquecido,
nem de nenhum imaginário
te fizeste aparição de moribundo.

Sejamos barcos, apenas,
pois barcos foi tudo que soubemos,
barcos brandamente sondando
os mistérios das orlas
destes corpos que cantam.


PEDRO BELO CLARA nasceu em Lisboa, Portugal. Um ocasional prelector de sessões literárias, actualmente é colaborador e colunista de diversas publicações literárias portuguesas e brasileiras. O seu último trabalho foi dado aos prelos sob a epígrafe de “Quando as Manhãs Eram Flor” (2016). É o autor dos blogues Recortes do Real, Uma Luz a Oriente e The beating of a celtic heart.

Sobre o Autor

4 Comentários

  1. Raul Manuel Freitas Araujo Rocha 11 de julho de 2018 em 20:04

    Foi bom aceder a todo o poema…Senti melhor a unidade do poema,,,, Não deixa de ser lírico, ((cunho do poeta,) mas chama a si a intensidade , a profundidade que não ofuscam a sua luz própria…Parabéns, Poeta!!

  2. Pedro Belo 13 de julho de 2018 em 19:27

    Cara amiga Conceição,
    Muito obrigado pelo seu tempo de leitura e pelo seu comentário.
    Espero que se encontre bem.
    Beijos e até breve!

  3. Susana 28 de julho de 2018 em 06:54

    Um (en)canto marí(n)timo!
    A rota do sal opúscula nessas linhas onde é bela a arte de navegar.
    Parabéns, adorei o poema Pedro, abraço!

    • Pedro Belo 6 de agosto de 2018 em 15:09

      Fico feliz, Susana. Muito obrigado pelas suas simpáticas palavras e pela gentileza da sua leitura.
      Beijos e até breve.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367