Subversa

Feminino em Coletivo | Astronauta de Pulôver Azul Neon

como árvores de uma alameda

que encontram suas folhas nas folhas de outras

e se encostam e se projetam a outras

e se curvam esplendorosas e firmes diante da grandeza das outras

eu me encontro, me encosto e me projeto curvada

em tuas folhas no topo, arranhando céus

……………………………………….em verde luz & amarelo ouro

por debaixo da terra, encontrando raízes, me estendo

……………………………………….vermelho marrom/cultura

sem saber distingui-las das minhas, de mim

sou o que vou sendo que se achega e respira

quando me abandono

………………………………………….inteira

deixo que permaneça o doce intenso toque das folhas rijas

anéis do sexo

folhas outras raízes tantas

que por debaixo dos meus pés

criam casas e memórias

com seus nomes sangues e lutas

tecem partidas em novas esperanças

projetos de florir quando atingir altura

ou quando for preciso florir, ali do chão mesmo

projetos de cair em poda

……………………………………………selvagem naturaleza

quando existir não for mais se eximir

conter no caule o tempo de renascer

……………………………………………por conta própria

cobrindo os espaços vazios

de gema broto e ramo

a fim de estender em síntese

novos galhos volumosos de tantas outras folhas

que se encontram, encostam e se projetam

acolhendo feminina outras & outras folhas mais

terra raiz tronco anéis: cultura

seiva folha fruto: sororidade


FABÍOLA WEYKAMP tem seu primeiro livro de poemas “Resenhas da solidão – um livro de poesia e dor cotidiana”, publicado pela Editora LiteraCidade, Belém/PA, 2015; obra ganhadora do Prêmio LiteraCidade Jovem, 2014. É colunista da Revista Subversa | FABIWEYKAMP@YAHOO.COM.BR

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367