Subversa

Getting angry, baby?: “Quem tem medo de Virgínia Woolf?”, de Edward Albee | Autolusografias

Não seria de esperar que uma sala de estar se tornasse num palco, ao mesmo tempo, de algo tão íntimo, agressivo e humano, mas é precisamente isso que fica patente em Quem tem medo de Virginia Woolf?, um texto do dramaturgo norte-americano Edward Albee  do início da década de 60 e que esteve em cena no Teatro Nacional de São João (TNSJ) no Porto de 14 a 24 de setembro.

Obviamente, a peça levanta questões que estão claramente relacionadas com a geração do pós-guerra, assim como um certo desfasamento entre as expectativas, as aparências, o sonho, o american way of life, e a própria realidade. Contudo, o primeiro impacto não é esse, mas antes a violência, a exuberância, o discurso e a linguagem corporal de Martha que absorve não só o espetador, como sufoca George, seu marido.

Este não é um texto que deixa o espetador numa situação confortável. O permanente confronto entre o casal, Martha e George, domina toda a trama, temperado por elevadas doses de álcool que serve, no fundo, como um anestesiante, uma forma de escapar à própria dor, à fragilidade e ao medo. Apesar disso, esse jogo (pois parece ser encarado como tal) é feito com uma certa dose de humor que surge, invariavelmente, de forma irónica, como se tudo se tratasse, afinal de uma farsa.

Mas é a imagem final de Martha que encerra a peça. Derrotada e vencida, Martha abandona a sua postura agressiva, quando se cansa do jogo, expondo a sua vulnerabilidade, a sua fragilidade e assume que tem medo: medo do seu próprio reflexo, medo do medo.


ZÉLIA MOREIRA (Porto, 1990) é licenciada em Língua, Literatura e Cultura Inglesas e mestre em Literatura Comparada. Lê, escreve e ensina. Publica na Subversa ao sétimo dia de um mês sim, outro não. | ZELIAPGOMES@GMAIL.COM

 

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367