Subversa

No coração da hora | Um Lírio sobre os Olhos

Ilustração de Marilia Moser


São estes olhos nuvens
que num orvalho se desfazem,
poisando cintilante
na rosa do teu peito;

são estas mãos pássaros
que de canções, asas e alvor
cobrem o teu corpo
húmido de beijos.

E as hastes da terra erguidas
são nas tardes indolentes
linhas de fino oiro
bailando na embriaguez
dos céus imensos;

e as bocas emudecidas
frescas fontes
donde o sal dos corpos
desejou um mar para morrer
na liberdade das águas.


PEDRO BELO CLARA nasceu em Lisboa, Portugal. Um ocasional prelector de sessões literárias, actualmente é colaborador e colunista de diversas publicações literárias portuguesas e brasileiras. O seu último trabalho foi dado aos prelos sob a epígrafe de “Quando as Manhãs Eram Flor” (2016). É o autor dos blogues Recortes do Real, Uma Luz a Oriente e The beating of a celtic heart.

Sobre o Autor

2 Comentários

  1. Anna Júlia 21 de abril de 2017 em 14:57

    Caro Pedro,

    É com grande satisfação que leio mais um dos teus belos poemas. Cada vez que me deparo com teu trabalho observo muito lirismo,um excelente uso dos elementos naturais trazidos por uma linguagem poética que nos faz viajar por diversos cenários.

    Felicitações,
    Anna Júlia

    • Pedro Belo 24 de abril de 2017 em 13:34

      É precisamente dessa matriz que amiúde o poema se ergue. Sem esquecer a própria melodia inerente às palavras escolhidas, essenciais para a melhor captação daquilo que o poema propõe (pois a sua leitura pode muito bem ser, a diversos níveis, uma experiência de sentidos).
      É sempre um prazer ver o meu trabalho merecedor das suas visitas e comentários, Anna Júlia. E desde já lhe faço o convite: se desejar, visite-me no Facebook, onde poderá encontrar mais trabalhos meus, inclusive de outro cariz que não este que aqui partilho. Fique à vontade.
      Uma vez mais lhe agradeço a leitura e o amável comentário que me deixou.
      Até breve,
      Pedro BC.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367