Subversa

Prenúncio de Canícula | Um Lírio sobre os Olhos

Um murmúrio chega de longe,
como iminência de vida
esperando um corpo onde nascer.

Voga lento, quase adormecido.
Sem perturbar os suaves rodopios
do algodão que extático dança,
até nós vem essa melodia morrer
– exausta de sede e sono.

Rendido à sua sedução, o vislumbre
duma negra flor, sem o saber, tomba
num abismo de profundos olvidos.

Nada legou, só a desconcertante
quietude da sua súbita morte.

O retorno ao movimento lembra
a urgência de entregar os corações
ao lume do dia, como se iminente
estivesse o frio rosto da noite.

Assim, navego na vagarosa onda
do teu beijo, até um ígneo mar
vencer a obstinada rigidez dos braços.

Pelos encantos das carícias dolentes,
esperarei um nenúfar brotar
da tranquila lagoa do teu ventre.


PEDRO BELO CLARA nasceu em Lisboa, Portugal. Um ocasional prelector de sessões literárias, actualmente é colaborador e colunista de diversas publicações literárias portuguesas e brasileiras. O seu último trabalho foi dado aos prelos sob a epígrafe de “Quando as Manhãs Eram Flor” (2016). É o autor dos blogues Recortes do Real, Uma Luz a Oriente e The beating of a celtic heart.

Sobre o Autor

3 Comentários

  1. Susana 25 de junho de 2017 em 07:12

    Belo o seu poema Pedro, entre dedos a marear com a suavidade a espera, que continuem a germinar poemas desta tecitura.
    Um abraço, um prazer lê-lo!
    Susana

    • Pedro Belo 25 de junho de 2017 em 16:23

      O prazer também é meu, Susana, por acolher a sua presença e leitura. Fico satisfeito por saber que o trabalho foi do seu agrado. Uma das minhas mais recentes produções, confesso… Dado o momento de maior estagnação que vivo. Faz parte. Assim como o coração ou as árvores, também a poesia tem as suas estações.
      Tenha uma óptima semana!
      Beijos.

      • Susana 26 de junho de 2017 em 08:39

        Gostei…, uma boa semana/navegação Pedro.
        Beijos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367