Subversa

Editorial Vol. 5 | n.º 8 | novembro de 2016

versão para download

versão para download

“Texto quer dizer Tecido; mas enquanto até aqui esse tecido foi sempre tomado por um produto, por um véu acabado, por detrás do qual se conserva, mais ou menos escondido, o sentido (a verdade), nós acentuamos agora, no tecido,  a ideia generativa de que o texto se faz, se trabalha através de um entrelaçamento perpétuo; perdido nesse tecido – nessa textura – o sujeito desfaz-se, como uma aranha que se dissolve a si própria nas secreções construtivas da sua teia”.

Roland Barthes

Esta é a oitava parte do tecido que tem se constituído como Volume 5 da Subversa. Já falamos diversas vezes no prazer que sentimos em levar adiante esta ideia de um conjunto textual diversificado e experimental.  A cada número publicado, não só uma série de elementos relacionados à edição se põe à prova. Como ocorre em toda a produção de literatura, há um entrelaçamento e uma dissolução constante entre os vários operários que fazem o texto, desde o momento do endereçamento até a apresentação do que foi escrito. Só há envio porque há alguém a quem se destina a obra e, nesse sentido, uma cadeia mais complexa se forma quando se publica um número literário com dez formas distintas de entrelaçamento e dissolução. A leitura e a escrita são sempre processos de desvio e retorno, ida e vinda através das quais a teia se forma.

A citação foi retirada de O Prazer do Texto, obra ensaística de Barthes, e aqueles que nos acompanham nessa jornada sabem que até agora sempre falamos muito do prazer que temos em tecer a Subversa. Porém, assim como a aranha tem trabalho em tecer a sua teia, o mesmo acontece com todos que colaboram com um fio para formar essa rede. Trabalhar com prazer é sempre um privilégio, mas não podemos esquecer nunca do ofício que é manter todos os nós apertados e valorizar ainda mais cada contribuinte de fios – editoras, autores e ilustradores. Podemos dizer que este coloca-se hoje como o nosso maior desafio.

 A ilustração é uma extensão da participação e parceria com a artista plástica Ananda Kuhn, que já participou como convidada para ilustrar o número comemorativo de dois anos da Subversa.

Desejamos uma boa leitura a todos.

 

As editoras.

ANTONIO DE MEDEIROS | FLORES AZUIS

EBER S. CHAVES | O SOLDADO MORIBUNDO

EDSON AMARO| PETIÇÃO

FERNANDO MAROJA SILVEIRA | PLACEBO

FRANCIELI BORGES | EXOESCULTURAS

JOÃO VICTOR L. BELLAS | CAMINHAR

MANDU HOLANDA| FOTOGRAFIA

PAULO ARCE | TERCETO DAS ONZE E MEIA

RAPHAEL PAIVA | APARECIDA

RONALDO CRUZ | A NOVELA DAS SETE NÃO É TÃO BANAL

ILUSTRAÇÃO: ANANDA KUHN | SITE | FACEBOOK | ANANDAZK@GMAIL.COM

Marcado com:

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367